Se este espaço é seu, porque não aproveitá-lo? Podem até nem lhe fazer a vontade, mas será ouvido(a)! Envie a sua informação para: nospormoura@sapo.pt

Sexta-feira, 9 de Julho de 2010

ESTE ESPAÇO É SEU E...

"O dia de hoje (8 de Julho de 2010) foi marcado por uma divulgação enorme da área da barragem de Alqueva. No entanto, não se ouviu falar de Moura, apenas o Presidente da Câmara de Portel e José Roquete foram intervenientes num programa que passou durante o dia na RTP1. Que se saiba, Moura está na área envolvente de 2 barragens, Alqueva e Pedrógão e, consequentemente, dos lagos assim gerados. Mas no que toca a desenvolvimento até parece que estes enormes potenciais não existem aqui tão perto. Enquanto que outros concelhos ribeirinhos aproveitam todo o potencial de Alqueva para promoverem desenvolvimento turístico, cá pela nossa terrinha apenas temos painéis solares para oferecer. Isto é ser-se pobre, muito pobre e pior ainda, não se saber que fazer com tamanha pobreza. Já temos conhecimento há muitos anos da falta de vontade do elenco CDU que preside aos destinos deste concelho em promover desenvolvimento turístico sério, como se de uma aposta no futuro séria se estivesse a tratar. Em vez disso, dá-se prioridade a museus, museus e mais museus. O lago de Alqueva não vai atrair certamente os museólogos que tanto gosta o caro vereador ausente e que me recordo ter sido eleito para estar presente. Moura bateu no fundo de vez e mais ainda, bateu tanto do lado da governação como da oposição. Nunca a oposição foi tão má, fraca e incompetente como está a ser neste mandato. Ainda bem que nos livrámos se caso fosse governação. O povo escolheu na medida em que tinha que escolher entre o mau e o péssimo, mal por mal ficaram pelo mau. E assim estamos, vamos de mal a pior e nunca o Concelho de Moura esteve tão mal como agora. E não podem ser atribuídas culpas ao Governo da nação, pois os concelhos vizinhos que se desenvolvem estão ao abrigo do mesmo Governo. Lamento imenso estar num Concelho de cegos, e que não querem olhar para o que os rodeia que é bem melhor que onde estão. Este tema poderia servir para um desenvolvimento mais profundo pelo Nós por Moura. Há necessidade premente de serem trazidos para aqui também, assuntos que dizem respeito a todo um concelho. Não que os assuntos aqui focados não sejam de interesse, mas temas de maior desenvolvimento seriam bem aceites por muitos dos vossos leitores. Parabéns por este espaço e continue desmascarando o que está mal por aqui, que infelizmente é quase tudo."

Comentário deixado por um leitor.

Publicado por: Nós Por Moura às 11:38
| Comentar
16 comentários:
De Anónimo ou talvez não a 9 de Julho de 2010 às 16:06
Pois posso eu afirmar com TODAS as letras que a câmara é culpada sim senhor de pelo menos em alguns atrasos no desenvolvimento. Tenho um projecto de criação de uma empresa, no qual já gastei rios de dinheiro, há cerca de 7/8 anos, e continua na gaveta porque a câmara não se digna a arranjar uma solução. Tenho terreno e não permite a construção, levanto diferentes alternativas e não serve nenhuma, peço terreno em zona industrial e não há. No fundo, tenho tentado por todos os meios e sabem qual é a solução encontrada?! Vá para o parque tecnológico/Empresarial de Santo Amador. Pois metam o parque tecnológico de Sto. Amador nun sítio que eu cá sei e eles também. É que há negócios que só podem existir em determinados locais, isto não é uma loja do chinês. Se eu criar em empresa de navegação marítima no deserto sei que vou morrer de fome, da mesma forma que não faz sentido criar a minha empresa em Santo Amador, onde não tenho nada contra, em absoluto, mas não me serve. Eu entendo que queiram dinamizar Santo Amamdor, mas não tenho de ser eu a fazê-lo com prejuízo próprio!
Para terminar a conversa, todos os anos quando me enviam uma carta para casa para participar em colóquio e entrega de prémios a jovens empresários, dá-me uma vontade tremenda de pegar no maldito papel e esfregá-lo na cara do quêm para lá o envia.
Meus incompetentes! Não sou, não posso ser jovem empresário porque suas excelências são demasiado incompetentes para poder resolver problemas. Não venham com essa história de que os problemas são todos do estado porque a incompetência de alguns, não pode ser desculpada com a de outros.
Façam um trabalho sério e tenham dignidade porque estamos TODOS fartos de políticos de meia tigela e por estas bandas são aos molhos.


De Anónimo a 9 de Julho de 2010 às 17:16
O plano de pormenor da UP11 vai hoje à Assembleia. Há poucos meses houve atribuição de lotes na zona industrial antiga. Pergunto se concorreu? Está na bolsa de investidores? Primeiro diz que a câmara não lhe arranja soluções e depois acaba por apresentar uma solução que lhe foi sugerida. Não é a que quer, mas talvez seja a única disponível dentro da legalidade. E mais que isto não posso dizer e não tenho feitio para estar a fazer papel de advogado do diabo. Mas também posso garantir uma coisa, já conheci bastantes pessoas com casos muito mais complicados que o seu e todos, sem excepção, tiveram um final feliz, pelo que vou fazer minhas as suas palavras dizendo que não podemos desculpar a nossa incompetência com a dos outros. E no entretanto houve muita questão levantada por mim no post anterior que ficou sem resposta, e normalmente quando não se tem resposta, as pessoas enraivecem-se e tendem a ficar ordinárias, isto quando não o são já por natureza. Mas ainda assim deixo-lhe uma recomendação que comigo normalmente dá resultado: Quando tenho a certeza que estou a ser prejudicado intencionalmente por alguém, quando sei que tenho soluções para as questões que levanto, que se enquadram na legalidade e são perfeitamente viáveis, quando sei que não me resolvem os problemas apenas porque não lhes apetece, recorro à justiça. Agora se acha que não tem assim tanta certeza de que aquilo que está a dizer corresponda à realidade, é melhor ir com cautela e escrever anonimamente em blogs a difamar quem lhe apetecer. É mais confortável.


De Anónimo ou talvez não a 9 de Julho de 2010 às 18:54
1º - Estou inscrito na bolsa para tribuição de terrenos sim senhor há anos (tantos quantos tem o projecto) e, pelo que diz, folgo em saber que nada me foi dito relativamente ao assunto da zona industrial antiga. Antiga?! Temos alguma nova?! (deveria ter estado calado, pelo menos essa não lhe batia na cara).
2º - Quanto à legalidade... nunca ouviu o tal provérbio que diz: Faz mais quem quer do que quem pode?! Parece que para os compadres se PODE SEMPRE!
3º - Quanto ao enraivecimento, talvez não sejamos do mesmo tamanho nem da mesma estirpe! Talvez eu seja menos polido, mas nem por isso menos honesto e verdadeiro. Não me enraiveço, nem com coisas, nem com pessoas obcecadas e sem importância. Mas posso garantir-lhe que me enraiveço bastante quando vejo o meu dinheiro ser jogado fora, não posso criar emprego, não posso gerar riqueza isto só porque não tenho uma pasta com um PIN lá dentro. Não sei se me fiz entender?! Isto para o lembrar também das ilegalidades facilmente ultrapassadas quando faz mais quem quer do que quem pode. Tenho dito.
4º - Não disse que estava a ser prejudicado intencionalmente, se ler bem as minhas palavras, percebe que aponto, não a intencionalidade, mas a falta de zelo, que são coisas distintas. E por isso não desculpo a minha ignorância com a incompetência dos outros, mas seria simpático que, quem pode e conhece a área, zelasse, fizesse algo para ajudar quem não percebe mas que pode fazer algo pela sociedade.
5º- Quanto ao recorrer à justica... Permita-me chamar-lhe desacordado! Qual justiça? A dos tribunais?! Isso não é justiça. Isso é outra coisa.
6º - Quanto ao anonimato... tenho dúvidas se, com esta conversa, os senhores do poder não me identificaram já e fizeram de imediato um risco azul por cima da minha inscrição. Sabe? Tendo em conta o pouco que conheço, não me surpreenderia que isso acontecesse, tal não é a confiança que tenho em quem PODE! Por outro lado tenho esperança que fiquem baralhados porque sei que há mais gente com o mesmo problema e indignados tal como eu.
7º - Quanto ao conforto do anonimato nos blogs... é inversamente proporcional ao desconforto de quem não quer ser criticado pelas asneiras que faz.


De Histriónica a 10 de Julho de 2010 às 02:32
1 - Temos uma zona industrial nova. Está lá uma fábrica de painéis e um ninho de empresas, nunca reparou? A bolsa de investidores foi criada há dois ou três anos.

2 -Quais compadres?

3 - O único obcecado que aqui vejo é quem acusa o "informado" de ser obcecado. Está obcecado com a mania da perseguição. Os PIN e os atropelos que fazem da lei geral aplicável aos restantes casos, não foram criados pela Câmara.

4 - A falta de zelo nos serviços públicos é igualmente punível nos tribunais.

5 - Estou a ver que afinal não é apenas a câmara que está contra si, é o mundo inteiro!!

6 - Novamente a mania da perseguição. Ainda bem que admite que conhece muito pouco para dizer uma coisa dessas. Essa indignação não me parece que esteja assim tão generalizada como diz. A AMPEAI tem sido parceira e acompanhado todo o processo de forma bastante próxima e tem perfeitamente a noção da dimensão, complexidade, morosidade e custos inerentes ao processo de criação de uma zona industrial. No entanto é perfeitamente compreensível a impaciência de quem quer ver a sua vida e a sua terra andar para a frente.

7 - O anonimato é um direito. Concorde-se ou não, nada se pode fazer contra isso.

Tenho pena que não possa ainda ter avançado com o seu projecto se ele realmente for uma mais valia para a cidade.


De Curioso a 10 de Julho de 2010 às 09:37
Realmente é dificil para amadores conseguirem seja o que for, seja a nível de oportunidades de negócio, da criação de empresas ou outro tipo de novas ideias e investimento. Não basta dizer "Eu quero", haverá a necessidade de verificar se é fazível, se é legal, se não comporta mais custos que proveitos e outros pontos importantes. Há quem queira instalar uma fábrica (de bolos, é certo) no centro da cidade. Será isso correcto para os vizinhos? Será bom para os vizinhos terem uma fábrica de bolos, ficando sujeitos aos barulhos, cheiros e movimentação de carga e pessoas que esse tipo de negócio comporta?? Tenho uma garagem (garagem que é minha, não é alugada) numa zona de prédios e moradias. Será correcto eu abrir uma oficina na garagem só porque não me apetece ir para um sitio onde não incomode os meus vizinhos? Será que o amigo "Anónimo ou Talvez Não" leu e conhece todos os regulamentos por que se rege a abertura de um negócio?

Claro, isso não implica que as autoridades locais (Câmara Municipal e outros organismos criados para o efeito) não devam ajudar ao máximo para arranjar uma solução. Esse tipo de ajuda deve ser dado... e de borla!

P.S.: Concordo com aquilo dos politicos...


Comentar Post

 

 

     nospormoura@sapo.pt

PESQUISAR

 

Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


ÚLTIMAS POR CÁ

HÁ VERDADES QUE NÃO SE PO...

MOURASOL - BAIRRO ABANDON...

A SUA OPINIÃO

VERDADE ESCONDIDA - GIRAS...

CONFIRMADO - ASAE ENCERR...

ASAE ACABA DE ENCERRAR FE...

J.F. AMARELEJA GANHA PROV...

QUE TAL UM POUCO MAIS DE ...

O SEU COMENTÁRIO FOI APRO...

PALAVRA DE HONRA

PALAVRA DE HONRA

XII OLIVOMOURA

NEM TUDO É MAU

PALAVRA DE HONRA

CARTA DE LEITOR

UMA PERGUNTA:

FEIRA DO LIVRO 2012

O SECRETÁRIO DE ESTADO, C...

SERVIÇO PÚBLICO

A PEDIDO DE ALGUÉM, AQUI ...

ARQUIVOS

Outubro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

MAIS COMENTADOS