Se este espaço é seu, porque não aproveitá-lo? Podem até nem lhe fazer a vontade, mas será ouvido(a)! Envie a sua informação para: nospormoura@sapo.pt

Quarta-feira, 3 de Março de 2010

TOMAR SOL, PRAIA, COPOS... TUDO À NOSSA CONTA

Publicado por: Nós Por Moura às 08:24
| Comentar
28 comentários:
De Anónimo a 4 de Março de 2010 às 18:55
Então vamos lá ver um par de coisas.

Sobre a distribuição de competências, imaginemos que o nós por moura não pagava os seus impostos e como resultado disso o Craveto tinha de aumentar as suas contribuições para o estado para cobrir o montante em falta, uma vez que sem a contribuição do Nós Por Moura, era impossível chegar aos objectivos que o Estado se tinha autoproposto.

O Craveto como até é um tipo porreiro e tem uma perspectiva muito porreira sobre a vida em sociedade, de certeza que não recusaria, mas o que está aqui em causa é a justiça da medida. Acham justo? Claro que não. O mesmo se passa com a Saúde. Se a Lei define que é o estado que tem responsabilidades na área da Saúde, porque carga de água é que tem de ser a Câmara a pagar? Mas ainda assim, as obras que decorreram no Centro de Saúde de Moura foram comparticipadas em 70% por fundos comunitários e os restantes 30% foram divididos em partes iguais entre a câmara e o estado. E Não esquecendo que quem está a pagar o alojamento aos médicos que recentemente vieram exerce para Moura, também é a Câmara.

A ponte que tentou estabelecer com essas afirmações entre os recentes posts que tem feito sobre o centro de Saúde de Moura e a falta de investimento (?) por parte da câmara nessa área, só demonstra desonestidade intelectual.

E o mesmo se passa em relação à educação, há quanto tempo não há um investimento directo do estado nessa área no concelho de Moura? Parece que vai haver agora, mas tentem lembrar-se de quando foi a última vez.

E todos somos livres de contestar opções, orientações, etc, agora limitar-se a pegar em certos dados, retirá-los do contexto sem sequer tentar aprofundar mais , e com base nisso formular juízos de valor, ainda para mais tão baixos e desrespeitosos.



De Anónimo a 4 de Março de 2010 às 22:34
Uhmm...a mim cheira-me é a pseudo-aspirantes a futuros quadros de certas cores políticas. Querem um conselho? Não se maçem tanto... Podem estar a fazer o trabalhinho de casa muito bem feito e, no final, há aspirantes com uma cunha ligeiramente superior à vossa. Conhecem a expressão "morrer na praia..."? Demonstrem, ao menos, inteligentemente, alguma imparcialidade se querem ser levados a sério neste suposto blog informativo mas que, afinal, não passa de mais um pseudo-folhetim.
O Crime e a Lux costumam utilizar estes títulos para se promoverem e venderem o seu peixe quando pretendem utilizar o mórbido ou a espectacular suposta vida "luxuosa" das suas personagens. É como tudo, uns compram e engolem as noticias da treta, outros nem por isso. Depende da capacidade de venda do peixeiro ou do vendedor da banha da cobra...


De Anónimo a 4 de Março de 2010 às 23:12
Pois é! São como a banda do Titanic , tocam mesmo até ao fim, embora vejam que é impossível não se afundarem.
O Problema é o centralismo, e o centralismo pode se aplicar de varias formas, só que um é a nível nacional e o outro é a nível local.

E o Povo pá?
E o Povo pá?
Quer dinheiro pra comprar um carro novo.

Os homens da luta deviam passar por cá.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Pois é! São como a banda do Titanic , tocam mesmo até ao fim, embora vejam que é impossível não se afundarem. <BR>O Problema é o centralismo, e o centralismo pode se aplicar de varias formas, só que um é a nível nacional e o outro é a nível local. <BR><BR>E o Povo pá? <BR>E o Povo pá? <BR>Quer dinheiro pra comprar um carro novo. <BR><BR>Os homens da luta deviam passar por cá. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>http</A> :/ www.youtube.com /watch?v=uEvQ_LGYYqc


De Anónimo a 5 de Março de 2010 às 10:22
Aqui os do Nós Por Moura são incoerentes.

Quer dizer, passam a vida a dizer que é preciso desenvollver. Que tem de haver investimentos etc. Uma associação como o Teatro Fórum de Moura que faz um esforço enorme para criar postos de trabalho, que traz dinheiro para Moura de várias entidades fora do concelho. Que tem prestigio aquem e alem fronteiras. em 2008 fizeram uma digressão no Brasil, fazem formações e representações por todo o concelho e país

Já deram mais que provas de trabalho, quantas vezes é que indo a outras terras falam-me do Teatrop Fórum de Moura.

O nós por Moura devia pedir desculpa aos que tanto têm dado a esta terra. andarem a dizer que aqueles que trabalham todos os dias numa profissão dificil são uns malandros é vergonhoso. Espero que este site não continue a fazer da ofensa uma maneira de estar.


De Nós Por Moura a 5 de Março de 2010 às 10:59
É preciso desenvolver.
É preciso fazer bons investimentos.
É preciso que se utilize bem o dinheiro público.
Ficaria muito contente e orgulhoso de, na minha terra, ter uma companhia de teatro que desse cartas sem precisar de financiamento público. Sei que é possível.
Não me surpreende que se façam grandes coisas com grandes quantidades de dinheiros públicos.
O Nós Por Moura NUNCA chamou malandros aos elementos deste grupo, nem disse que era um grupo dispensável, fica, isso sim, surpreso que trabalhem tanto e tão bem e não consigam ser finaceiramente independentes. Uma coisa é um apoio, outra é sustentá-los.


De Anónimo a 5 de Março de 2010 às 16:43
É possível fazer o que eles fazem sem financiamento público?

Diga lá então quantos projectos do mesmo género se sustentam a si próprios? E já agora de entre esses projectos, quantos estão situados no interior do país? E desses que estão situados no interior do país, quantos tiveram o volume de actividade do Teatro Fórum?

E dentro do financiamento em causa que tanto o escandalizou, faça lá as contas a dois anos, de maneira que se contemplem apenas os potenciais salários dos funcionários daquela entidade?

Eu poupo-lhe o trabalho, se forem 6 postos de trabalho que existam, este montante serve apenas para pagar o ordenado mínimo (bruto) a todos eles, sem direito a 13º mês, nem subsídio de férias e ainda sujeitos a impostos.

Tentar meter a cultura no mesmo cesto de outras actividades, sujeita aos princípios da economia de mercado, é muito bonito e politicamente correcto até mais não. Principalmente aproveitando as alturas de crise para apelar aos gritos histriónicos dos que pedem o sangue da câmara por não tapar "buracos" deixados por outras entidades.

Se a cultura não fosse subsidiada não teríamos Teatro D. Maria II, não teríamos Teatro São Carlos, não teríamos o Espaço do Tempo.

Até o mecenato cultural da Culturgest e de outras entidades do mesmo género, não seria viabilizado sem o financiamento estatal disponibilizado pela lei do mecenato cultural (em suma, o que investem na cultura, poupam nos impostos e ainda têm publicidade gratuita).

Podemos estar a falar de conceitos diferentes, mas se tivesse de dar um exemplo para definir aquilo que entendo como produção Cultural na área do Teatro, acho que referiria precisamente o Teatro Fórum de Moura.



De Anónimo a 5 de Março de 2010 às 16:39
COMO JÁ TENHO LIDO EM CERTOS BLOGUES.
O SEU A SEU DONO
GASTARAM O TECLADO ANTES DAS ELEIÇÕES E AGORA PARECEM BORREGUINHOS.
ENTÃO TOMEM LÁ O SEU A SEU DONO.


De Anónimo a 5 de Março de 2010 às 18:19
A manta cada vez é mais curta. Tapam os pés, destapam a cabeça. e vice versa.


De Fartinho destas M... a 6 de Março de 2010 às 12:19
Se forem consultar o que a tal Lógica adjudicou, vejam bem quanto não arrecadou já o Sr. Eng. A.P.M. Quase 300 mil euros. Para não falar de outras situações que por lá ocorrem. Simplesmente VERGONHOSO.


De Maria a 6 de Março de 2010 às 16:03
Para os nós por moura acabava-se com tudo: os bombeiros, a associação das mulheres, a agricultura, a barragem de alqueva, a santa casa da mesiricórdia, enfim tudo o que precisa de dinehiros públicos, seja do governo ou das câmaras. Olhem, tenho dois filhos que já participaram nas férias d'artista que o teatro Fórum de Moura organiza todos os anos na salúquia. E não paguei nada. Se eles não tivessem apoios tinha de pagar pelo menos 100 euros por um serviço destes e não podia. E o que é que acontecia: só os meninos ricos é que tinham direito a cultura. Se o Teatro sofre de algum problma não é dinheiro a mais, é a menos visto o que eles fazem.
Deiam-me um exemplo de uma comapanhia de teatro profissional que se aguente por si própria no páis. E não digam que não estão a ofender quem trabalha no teatro porque estão. e mais, esta é a última vez que venho a este site


De Nós Por Moura a 6 de Março de 2010 às 23:03
Engana-se Maria, não acabava tudo não. Nem sou contra o subsídio para causas justas, teatro inclusivé, mas uma coisa é apoiar, outra financiar.
Quer exemplos de companhias de teatro que sobrevivem sem apoios do estado? Filipe La Feria diz-lhe alguma coisa?
Concordo quando diz que o teatro sofre de dinheiro a menos e não a mais. Todos sofremos desse mal e apesar de me tornar repetitivo, não consigo distanciar-me das prioridades!
Lamento que a minha opinião e a de outros a irritem tanto que a levem a deixar de visitar um espaço de opinião. Viva a democracia! Mas só a sua!


De Pois a 8 de Março de 2010 às 11:33
Bem me parecia que isto havia de ir parar ao La Féria, esse grande exemplo da cultura nacional exportada da broadway!

Mas parabéns, assim fica clarificada a posição neo-liberal (que tudo fique à mercê do mercado, quem quer e pode que pague!) do Nós por Moura.

Mas o La Feria (apesar do mito de que é auto suficiente) teve financiamentos milionários para o Politeama e tudo o que andou a fazer no D. Maria, e mais uns milhões via RTP. Isto na altura do Cavaco Primeiro Ministro e Santana Lopes Secretário da Cultura.

E ainda hoje têm uns bons milhares da câmara de lisboa e da rtp. Passem pela página do Teatro Politeama e vejam em "patrocinadores".

Enfim, aqui os nós por moura não sabem (ou não querem) distinguir cultura de pacote de serviço público.

Tudo bem, estão no seu direito, não precisavam era de ofender os trabalhadores da cultura.


Comentar Post

 

 

     nospormoura@sapo.pt

PESQUISAR

 

Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


ÚLTIMAS POR CÁ

HÁ VERDADES QUE NÃO SE PO...

MOURASOL - BAIRRO ABANDON...

A SUA OPINIÃO

VERDADE ESCONDIDA - GIRAS...

CONFIRMADO - ASAE ENCERR...

ASAE ACABA DE ENCERRAR FE...

J.F. AMARELEJA GANHA PROV...

QUE TAL UM POUCO MAIS DE ...

O SEU COMENTÁRIO FOI APRO...

PALAVRA DE HONRA

PALAVRA DE HONRA

XII OLIVOMOURA

NEM TUDO É MAU

PALAVRA DE HONRA

CARTA DE LEITOR

UMA PERGUNTA:

FEIRA DO LIVRO 2012

O SECRETÁRIO DE ESTADO, C...

SERVIÇO PÚBLICO

A PEDIDO DE ALGUÉM, AQUI ...

ARQUIVOS

Outubro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

MAIS COMENTADOS